Kerry se reúne com do Irã para discutir programa nuclear

O Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, se encontrou em um hotel por cerca de uma hora com o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohamad Javad Zarif, disseram fontes. Um funcionário sênior do Departamento de Estado dos EUA disse que eles concordaram em se encontrar quanto mais vezes forem necessárias enquanto estiverem em Nova York.

AE, Estadão Conteúdo

21 de setembro de 2014 | 19h53

O objetivo desses encontros é obter algum progresso nas negociações para reduzir as atividades atômicas do Irã em troca do fim de sanções. As conversas estão paradas há meses, e após a data limite anterior de julho não ter sido respeitada, agora espera-se um acordo até 24 de novembro.

Os EUA querem que o Irã reduza o tamanho e a produção das centrífugas, que podem ser utilizadas para enriquecer urânio tanto para o nível necessário para ser usado como combustível em reatores nucleares como para a produção de ogivas nucleares. O Irã argumenta que o programa de enriquecimento de urânio tem apenas fins pacíficos.

A última rodada de negociações nucleares teve início nas Nações Unidas na sexta-feira, trazendo o Irã à mesa de negociações com os EUA, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha. Há indicações de que Washington está tentando uma nova abordagem para quebrar o impasse. Diplomatas disseram à Associated Press no sábado que uma nova proposta dos EUA foca na remoção das tubulações que conectam as centrífugas. Isso poderia abrir espaço para os norte-americanos mudarem a exigência que prevê a redução do número de centrífugas dos atuais 19 mil para não mais de 1.500.

O funcionário do Departamento de Estado afirmou que essa semana é uma oportunidade para progredir nas discussões e que essa é a intenção dos EUA. Ele acrescentou que Kerry e Zarif também discutiram as ameaças apresentadas pelo grupo Estado Islâmico, que capturou áreas no Iraque e na Síria. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Euairãnuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.