Kibaki pede reunião imediata com partidos políticos

Presidente reeleito do Quênia também pediu que a população mantivesse a calma após dias de conflitos

Agências internacionais,

01 de janeiro de 2008 | 15h47

O presidente reeleito do Quênia, Mwai Kibaki, afirmou nesta terça-feira, 1º, que os partidos políticos do país deveriam se reunir imediatamente. Kibaki também pediu que a população tivesse calma, após quatro dias de conflitos intensos que já mataram pelo menos 228 pessoas. Veja tambémOposição no Quênia diz que mortos já chegam a 250 Nesta terça, uma multidão incendiou uma igreja na região oeste do país, reduto da oposição, matando cerca de 50 pessoas que estavam refugiadas no interior do prédio. As vítimas eram em sua maioria Kikuyus, etnia a qual o presidente Kibaki pertence, segundo informou um repórter local.  A onda de violência foi provocada pela contestação aos resultados da eleição presidencial realizada na última quinta-feira, 27.

Tudo o que sabemos sobre:
Mwai KibakiQuênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.