Petr David Josek / AP
Petr David Josek / AP

Kiev anuncia que russos deverão apresentar passaporte na Ucrânia

Até hoje, bastava apresentar um documento de identidade; decisão ocorre em meio ao aumento dos confrontos no leste ucraniano 

O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2015 | 11h43


KIEV - O governo ucraniano anunciou nesta terça-feira, 3, que proibirá a entrada em território nacional de cidadãos russos que não apresentarem passaporte. Até agora era suficiente apenas um documento de identidade para entrar no país.

Os russos que desejam entrar, sair, efetuar trânsitos ou viajar pela Ucrânia deverão apresentar o passaporte, enquanto para os menores de 14 anos será suficiente uma certidão de nascimento, Kiev em seu site.

Até a anexação russa da Crimeia em março de 2014, milhões de russos viajavam anualmente à Ucrânia, especialmente para a península, Kiev e costa do Mar Negro, sem necessidade de apresentar passaporte ou solicitar um visto.

Desde a explosão do conflito no leste ucraniano em abril, Kiev acusa Moscou de enviar através da fronteira milhares de soldados e voluntários para se somar às fileiras das milícias pró-russas.

Recentemente, a Rada Suprema (Parlamento) da Ucrânia declarou a Rússia como "Estado agressor", país que é acusado de "pôr em perigo a segurança e a paz internacionais" ao respaldar "o terrorismo e bloquear o trabalho do Conselho de Segurança da ONU".

As forças governamentais e as milícias rebeldes retomaram na segunda semana de janeiro as ações militares em grande escala após quase um mês de frágil trégua. Desde então, os separatistas reconquistaram cerca 500 quilômetros quadrados de território nas regiões de Donetsk e Luhansk. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaRússiaKiev

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.