AP Photo/Ahn Young-joon
AP Photo/Ahn Young-joon

Kim diz que Trump tem 'transtorno mental'

Líder norte-coreano afirma que presidente americano 'pagará caro' por ameaças a seu país

O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2017 | 19h44

SEUL - O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, disse nesta sexta-feira, 22 (hora local, quinta-feira em Brasília), que o presidente americano, Donald Trump, tem um "transtorno mental", e advertiu que ele "pagará caro" pelas ameaças feitas contra seu país na ONU.

"Vou fazer com que o homem que tem as prerrogativas do comando supremo dos Estados Unidos pague caro por seu discurso no qual pediu a destruição total da DPRK (Coreia do Norte)", prometeu Kim, citado pela agência oficial de notícias KCNA. 

Na terça-feira, em seu discurso na Assembleia-Geral da ONU, Trump prometeu "destruir completamente a Coreia do Norte se necessário" e chamou o líder norte-coreano de "homem-foguete". 

Hoje, mais cedo, Trump anunciou novas sanções contra a Coreia do Norte, em virtude do programa nuclear e balístico do país. As medidas punem pessoas, empresas e bancos que financiam e fazem negócios com Pyongyang e fornecem recursos para o desenvolvimento de armas, ogivas e mísseis. 

Segundo Trump, além das sanções, o governo chinês proibiu bancos do país de negociar com o regime de Kim Jong-un e Coreia do Sul e Japão estudarão, ao lado dos Estados Unidos novas medidas contra a crise na Península Coreana. 

Na semana passada, o Conselho de Segurança da ONU aprovou novas sanções contra Pyongyang, também tendo como objetivo dificultar as transações comerciais do país. Um pacote anterior de medidas similar foi aprovado em agosto. / AFP, REUTERS, EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.