AFP PHOTO/KCNA VIA KNS
AFP PHOTO/KCNA VIA KNS

Kim agora já é confiável para 78% dos sul-coreanos, aponta pesquisa

Mudança de opinião sobre líder da Coreia do Norte teve salto após encontro com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, na semana passada; presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também é visto mais positivamente após cúpula

O Estado de S.Paulo

03 Maio 2018 | 11h40

WASHINGTON - Kim Jong-un mostrou ao mundo um lado diferente de si mesmo durante a histórica cúpula intercoreana no fim de abril, transmitindo uma imagem humilde ao se comprometer em trabalhar com a Coreia do Sul para a desnuclearização da península. O líder norte-coreano também admitiu que ficou atrasado em relação ao país vizinho em áreas-chave como infraestrutura e modificou sua linguagem para atrair o público sul-coreano.

Depois de passar todo o ano de 2017 ampliando os testes de armamentos e as ameaças belicosas na mídia estatal, Kim adotou uma mudança notável em seu discurso - e a diferença parece ter resultado numa reavaliação de suas intenções entre os cidadãos do sul. Pesquisa divulgada nesta semana pelo canal MBC revelou que mais de 78% dos sul-coreanos agora consideram o norte-coreano confiável. Desses, 60% disseram que Kim é "geralmente confiável", enquanto 17% disseram que o líder é "muito confiável".

+ Líder norte-coreano diz que desiste de arsenal nuclear se EUA não atacarem

Parece ser um golpe na opinião pública dado por Kim, que até recentemente era visto de maneira extremamente negativa pela maioria dos sul-coreanos. Pesquisa realizada pela Gallup Media em março revelou que Kim era visto positivamente por apenas 10% da população, enquanto 83% disseram que o enxergavam de maneira negativa. A pesquisa da Gallup foi conduzida entre os dias 13 e 15 de março, com 1003 sul-coreanos com mais de 19 anos de idade, por telefone. À época, os resultados também apontaram que 67% dos entrevistados viam o presidente americano, Donald Trump, negativamente e que apenas 64% acreditavam que a Coreia do Norte abandonaria seu programa de armas nucleares.

Outros levantamentos também mostraram uma lenta mudança de opinião sobre Kim. Em 2013, ele era visto positivamente apenas por 3% dos sul-coreanos. Já em janeiro, depois que Pyongyang fez a oferta de conversar amigavelmente com o Seul, nova pesquisa descobriu que 90% dos sul-coreanos não acreditavam que o norte poderia desistir de suas armas nucleares.

+ Terreno inexplorado

Na pesquisa da emissora MBC, realizada no domingo e na segunda-feira, 1023 sul-coreanos foram questionados pelo telefone. A pesquisa revelou que 89% dos entrevistados viam a cúpula intercoreana como um sucesso. O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, também foi visto positivamente, com um índice de aprovação acima de 86%. O resultado ainda apontou que os sul-coreanos parecem estar esperançosos sobre a reunião de Kim com Trump. Dos entrevistados, 30% esperam que a cúpula entre Estados Unidos e Coreia do Norte seja "bem-sucedida" e 56% creem que será ao menos um pouco "bem-sucedida". / W. POST

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.