KCNA via KNS / AFP
KCNA via KNS / AFP

Kim e Trump retomam insultos 

Na terça-feira, Kim disse que os EUA têm até o fim do ano para fazer concessões e salvar o diálogo e escolher que presente de Natal desejam receber

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2019 | 07h00

Parece que foi ontem que o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, trocaram carinhos. Agora, o romance azedou. Na quarta-feira, na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Londres, Trump disse que seu relacionamento com Kim “é muito bom”, mas tirou do baú o apelido “homem foguete” para falar sobre os recentes testes de mísseis feitos pelo norte-coreano. Foi apenas uma brincadeira, mas o regime norte-coreano levou a sério e ameaçou voltar a chamar Trump de “velho gagá”.

“O presidente (Trump) perdeu a polidez com a maior dignidade de nossa república e ousou usar metáforas”, disse a vice-chanceler norte-coreana, Choe Son Hui, segundo a agência KCNA. Trump também disse esta semana que os EUA estão preparados para usar sua força militar contra a Coreia do Norte se necessário, declaração que enfureceu Kim.

“Será um desafio muito perigoso voltar a usar expressões de dois anos atrás, quando a guerra de palavras cruzava o oceano”, afirmou Choe. “Se ele (Trump) usar expressões que intencionalmente ampliem a atmosfera de confrontação neste momento de crise, começaremos a chamá-lo de velho gagá de novo.”

Na terça-feira, Kim disse que os EUA têm até o fim do ano para fazer concessões e salvar o diálogo e escolher que presente de Natal desejam receber. Ele cavalgou novamente em um cavalo branco pelo monte sagrado Paektu, acompanhado de sua mulher e de alguns generais. Segundo a lenda, os membros da dinastia Kim costumam cavalgar pelo monte antes de tomar decisões importantes. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.