Kim Jong-il é reeleito líder militar da Coreia do Norte

A Comissão Nacional de Defesa controla 1,19 milhão de soldados do Exército norte-coreano

EFE

09 de abril de 2009 | 06h53

A recém constituída Assembleia Suprema do Povo (Parlamento) da Coreia do Norte reelegeu nesta quinta-feira o líder norte-coreano, Kim Jong-il, como líder militar do país comunista, após o polêmico lançamento de um foguete de longo alcance.

 

"A primeira sessão da Assembleia Suprema do Povo convocada em Pyongyang elegeu o grande líder, o camarada Kim Jong-il, como presidente da Comissão Nacional de Defesa da República Popular Democrática da Coreia", anunciou nesta quinta-feira a agência estatal de notícias norte-coreana "KCNA".

 

Dessa maneira, Kim, de 67 anos, foi reeleito para liderar o regime comunista pelo novo Parlamento, formado após as eleições realizadas há um mês, quando foram designados mais de 600 legisladores. A Comissão Nacional de Defesa é o principal órgão militar do país comunista, que controla 1,19 milhão de soldados do Exército norte-coreano.

 

Embora o trâmite na Assembleia seja uma mera formalidade, a sessão inaugural costuma servir para nomeação de novos membros do gabinete norte-coreano e o estabelecimento das diretrizes em política externa do país, além de renovar o mandato de Kim por outros cinco anos.

Tudo o que sabemos sobre:
KIM JONG-ILCOREIA DO NORTEPYONGYANG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.