KCNA via REUTERS
KCNA via REUTERS

Kim Jong-Un desiste de acordo com EUA e promete 'ação impactante' da Coreia do Norte

Líder declarou que o mundo 'vai testemunhar uma nova arma estratégica' que o país 'deterá no futuro próximo'

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2019 | 20h20

O líder norte-coreano Kim Jong-Un declarou que Pyongyang está abandonando suas moratórias sobre testes nucleares e de mísseis balísticos intercontinentais, reportou a imprensa local nesta quarta-feira, 1 (noite de terça-feira, 31, no Brasil). 

"Não há mais base para mantermos unilateralmente o vínculo com o compromisso", reportou a agência oficial de notícias KCNA, citando declarações de Kim a líderes do partido governista. 

"O mundo vai testemunhar uma nova arma estratégica que a República Popular Democrática da Coreia [nome oficial da Coreia do Norte] deterá no futuro próximo", acrescentou o líder norte-coreano, anunciando uma "ação impactante" da Coreia do Norte. 

Kim declarou em 2018 que a Coreia não tinha mais necessidade de realizar testes nucleares e com mísseis balísticos intercontinentais (ICBM), e o anúncio desta quarta ameaça acabar com os avanços diplomáticos feitos recentemente  nesta área.

Sua declaração diante de um plenário lotado do comitê central do Partido dos Trabalhadores deixa claro que a Coreia do Norte prefere enfrentar sanções internacionais para preservar sua capacidade nuclear. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Kim Jong-un

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.