Kirchner desmente rumores de que estaria doente

O presidente da Argentina, Néstor Kirchner, assegurou hoje que goza de "boa saúde", desmentindo assim os rumores sobre uma doença no sistema digestivo."Gozo de boa saúde e vão ter que me agüentar por muito tempo. Ainda estou vivo. Querem me matar, querem que fique doente", disse Kirchner durante um ato na sede do governo.Desta maneira, o governante desmentiu as versões do dominical Perfil, que assegurou em sua edição de 8 de janeiro que Kirchner sofre de uma doença que lhe causa "irritação no cólon e deposições sangrentas".Em seu discurso de hoje, o governante assegurou que não "vão lhe dobrar". Além disso, afirmou que "as corporações e certos grupos de comunicação e jornalistas que mentem descaradamente" devem ter "claro que a Argentina tem que mudar e vai mudar".Kirchner, de 55 anos e no governo desde maio de 2003, passou seis dias internado num hospital em abril de 2004 por causa de uma gastroduodenite hemorrágica erosiva, causada pela ingestão de antiinflamatórios que lhe receitaram para tratar um problema odontológico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.