Kirchner deve deixar hospital hoje depois de cirurgia no coração

ARGENTINA

, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2010 | 00h00

O ex-presidente argentino Néstor Kirchner, internado às pressas no sábado para uma angioplastia, deve ter alta hoje, segundo anúncio do porta-voz da presidência, Alfredo Scoccimarro, que destacou que Kirchner "evolui bem". Esta foi a segunda intervenção cirúrgica a que o atual secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) - considerado o verdadeiro detentor do poder no governo da mulher, a presidente Cristina Kirchner - se submete nos últimos sete meses. O estado de saúde do ex-presidente provocou especulações no âmbito político sobre a provável retirada de sua candidatura presidencial em 2011 e a apresentação da presidente Cristina para a reeleição. Uma possível candidatura de Kirchner às eleições do ano que vem foi mencionada informalmente há poucas semanas por um grupo de ministros argentinos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.