Kirchner recebe notas baixas, mas seria reeleito presidente

Se fosse um aluno, Néstor Kirchner nãopoderia voltar à casa sem temer levar um puxão de orelhas deseus pais por causa de baixas notas em seu boletim. Comoocupante de "el sillón de Rivadavia" - como é conhecida acadeira presidencial - suas notas não são boas. No entanto, nãoficaria com suas orelhas vermelhas - muito menos com as nádegasem brasa - já que mais da metade dos eleitores argentinosestariam dispostos a votar nele para presidente. Uma pesquisa do Centro de Opinião Pública da Universidade deBelgrano (Copub), indicou que "El Pingüino" (O Pingüim), como éconhecido o presidente, conseguiu a nota geral de 6,1 pontos deum total de 10. Entre as notas mais altas está a relação que conseguiu com oBrasil para desenvolver o Mercosul. Os dois países, atualmente,estão com as relações mais próximas dos últimos anos. Osconflitos comerciais, comparados com os anos anteriores, sãomínimos. A nota de Kirchner, nesta disciplina, é de 6,7 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.