Kirchner vem ao Brasil e depois vai aos EUA

O presidente Néstor Kirchner viajará aos Estados Unidos "dentro dos próximos 90 dias", segundo informou o chanceler Rafael Bielsa, após o encontro que o novo presidente da Argentina manteve com o enviado do presidente da Casa Branca à sua posse, Mel Martínez, secretário de Habitação. Kirchner aceitou o convide de George W. Bush, feito na semana passada, via telefone, mas informou-lhe que primeiro viajará ao Brasil. Amanhã, o chanceler Bielsa viajará à Brasilia, onde coordenará a agenda de viagem do presidente com seu par brasileiro, Celso Amorim. A reunião com o chanceler Amorim está marcada para o dia 29.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.