Kofi Annan critica conduta do CS sobre Iraque

O secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, disse que foi "infeliz" a decisão do Conselho de Segurança (CS) da ONU de não entregar aos membros não-permanentes cópias da declaração sobre os arsenais do Iraque. Annan, em resposta a perguntas formuladas na terça-feira por ouvintes da emissora britânica BBC, disse que a decisão de dar cópias completas apenas aos cinco membros permanentes - EUA, Grã-Bretanha, China, Rússia e França - "foi boa, mas a forma e o tratamento foram ruins".Vários membros do Conselho, entre eles Síria, México e Noruega, manifestaram seu desagrado em relação a um acordo, firmado no domingo, para manter cópias completas da declaração longe do alcance dos 10 membros não-permanentes do grupo. O chanceler norueguês, Jan Peterssen, disse que os membros não-permanentes estavam sendo tratados como "países de classe B". Os EUA disseram que a decisão de não entregar cópias completas aos membros não-permanentes do organismo tinha por objetivo evitar que se divulgassem informações secretas sobre a fabricação de armas atômicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.