Kofi Annan quer que Irã participe de reunião sobre Síria

O enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, propôs que o Irã participe da reunião de alto nível que será realizada nesta semana para discutir a transição política na Síria, mas vai deixar que Estados Unidos e Rússia decidam a participação iraniana.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2012 | 20h30

Autoridades norte-americanas disseram nesta segunda-feira que Annan quer um "entendimento" entre Washington e Moscou a respeito do Irã, de outros potenciais convidados e sobre a agenda, antes de emitir os convites formais para a reunião, que deve ser realizada em Genebra no sábado. Os Estados Unidos se opõem de forma inflexível à participação do Irã, enquanto a Rússia apoia a ideia.

As fontes falaram em condição de anonimato em razão da sensibilidade da questão. Segundo elas, Annan vai tentar um acordo entre Rússia e Estados Unidos na terça-feira. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriaONUAnnanEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.