Martial Trezzini/Efe
Martial Trezzini/Efe

Kofi Annan sugere participação do Irã em reunião sobre Síria

Enviado especial das Nações Unidas espera entendimento entre EUA e Rússia a respeito da proposta

AP,

25 de junho de 2012 | 20h38

WASHINGTON - O enviado especial das Nações Unidas para a crise na Síria, Kofi Annan, propôs convidar o Irã para um encontro essa semana, para discutir uma política de transição na Síria, mas depende dos Estados Unidos e da Rússia decidir se o Irã poderá participar.

Veja também:

blog Síria provoca nova Guerra Fria entre EUA e Rússia

link ONU suspende missão de enviados à Síria

Autoridades norte-americanas disseram, nesta segunda-feira, 25, que Annan deseja um "entendimento" entre Washington e Moscou sobre o Irã, outros possíveis convidados e a pauta da reunião, antes de enviar os convites formais para o encontro, o que ele pretende realizar em Genebra, no próximo sábado. Os EUA são absolutamente contra a participação do Irã, enquanto a Rússia apoia sua inclusão.

As autoridades que falaram pediram a condição de anonimato para evitar problemas de diplomacia. Segundo elas, Annan espera por um acordo entre EUA e Rússia até o final desta terça-feira, 26.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.