Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Kohl será multado por escândalo das finanças

O ex-chanceler federal alemão Helmut Kohl indicou ontem, através de seu advogado, que pagará uma multa de 300.000 marcos (cerca de 140.000) para encerrar uma investigação sobre sua conduta em um escândalo das finanças de seu partido. O acordo, proposto pelos promotores em Bonn, a ex-capital de onde Kohl governou a Alemanha por 16 anos, prevê a conclusão da investigação iniciada em janeiro de 2000 caso o ex-chanceler admita que aceitou contribuições ilegais durante a campanha eleitoral, quando também ocupava o cargo de presidente do Partido Democrata Cristão.O advogado de Kohl, Stephan Holthoff-Pfoertner, afirmou, através de uma declaração, que Kohl aceitará a oferta "para evitar um longo processo judicial que afete a ele e a sua família".Caso seja aprovado pelo tribunal de Bonn, o acordo permitirá a reabilitação da reputação de Kohl, manchada pelo escândalo eleitoral-financeiro. A decisão deverá ser tomada nos próximos dias. Por outro lado, o ex-chanceler continua sendo investigado pelo Parlamento e vários promotores estaduais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.