Kosovo: explosão mata 3 policiais sérvios

Uma explosão destruiu uma viatura da Polícia e matou três policiais sérvios na fronteira do Kosovo este domingo, aumentando ainda mais as tensões na província depois de que, na sexta-feira, uma bomba atingiu um ônibus e matou pelo menos sete civis sérvios. Acredita-se que a viatura tenha sido destruída por uma mina anti-tanque em uma estrada próxima a esta cidade no sul da Sérvia, a apenas cinco quilômetros de uma zona desmilitarizada criada pela Otan para evitar embates entres forças sérvias e soldados das Forças de Paz da Organização. O atentado de sexta-feira atingiu um ônibus que carregava civis sérvios para visitar os túmulos de parentes mortos em Kosovo. Além dos prováveis sete mortos, fez mais 43 feridos. A Iugoslávia acusa os albaneses da província pelos dois ataques, mas estes negam a responsabilidade e respondem afirmando que um dos seus comandantes teria sido morto pela polícia sérvia, também este domingo em Lucane. Teme-se que a violência aumente na região. Este mesmo dia, centenas de manifestantes sérvios reuniram-se no enclave sérvio de Gracanica, cerca de dez quilômetros ao sul de Pristina, capital da província, para protestar contra o atentado de sexta-feira.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2001 | 04h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.