Kursk: deputado russo não crê em colisão

O deputado russo Grigory Tomchin, membro do comitê governamental que investiga o afundamento do submarino nuclear Kursk, afirmou hoje que idéia de uma colisão com outro submarino, citada previamente pelo governo como possível causa do desastre, não passa de "ficção científica". Até agora, Moscou não formulou nenhuma explicação oficial para o acidente com o submarino, no qual os 118 tripulantes morreram, em 12 de agosto do ano passado. Muitos especialistas estrangeiros acreditam que a tragédia tenha sido causada por um defeito no interior do Kursk.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.