Kursk será içado até 20 de setembro

O vice-primeiro-ministro da Rússia, Ilya Klebanov, disse que o submarino nuclear Kursk, que afundou em agosto do ano passado, matando seus 118 tripulantes, depois de uma explosão durante uma manobra no mar de Barrents, será içado até o dia 20 de setembro. Klebanov, que chefia a comissão que investiga a tragédia, disse que a operação levará três meses para ser concluída. O governo russo deverá dividir o custo da operação, estimado em US$ 70 milhões, com a Fundação Kursk, um grupo internacional que levanta fundos para o projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.