Kuwait tem 1º embaixador no Iraque após Guerra do Golfo

O governo do Kuwait nomeou seu primeiro embaixador em Bagdá desde a Guerra do Golfo, travada em 1991, em um importante passo em direção à reaproximação dos dois países e à reinserção regional do Iraque. A agência estatal de notícias do Kuwait informou que Ali al-Momen, um ex-comandante do Estado-Maior do país, será o titular da embaixada kuwaitiana em Bagdá. Ainda de acordo com a agência, a indicação será confirmada pelo emir do Kuwait por meio de um decreto.O Kuwait fechou sua embaixada em Bagdá em 1990, depois que o exército de Saddam Hussein invadiu o território vizinho com a intenção de anexá-lo ao Iraque. A invasão desencadeou a Guerra do Golfo, que resultou no isolamento internacional do regime de Saddam depois da expulsão das tropas iraquianas.O anúncio do nome do embaixador é considerado por analistas uma vitória do governo dos Estados Unidos em seus esforços para convencer os vizinhos sunitas do Iraque a superarem os temores e a desconfiança em relação ao governo de maioria xiita instalado em Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.