La Paz: ''''Não aceitaremos mais ajuda dos EUA''''

O governo boliviano disse ontem que não aceitará mais ajuda dos EUA se Washington continuar a defender interesses "antidemocráticos". "Eles atuam aqui sem nos consultar", reclamou o ministro boliviano de Governo, Juan Ramón Quintana. A USAID, que este ano investirá US$ 121 milhões na Bolívia, teria as "portas abertas" para sair do país. Recentemente, o presidente Evo Morales acusou "embaixadores e representantes estrangeiros" de conspirar contra seu governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.