Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Laboratório argentino desmente caso de antraz

O Instituto Malbrán, principal laboratório estatal da Argentina, anunciou nesta quinta-feira que não era antraz a substância encontrada há duas semanas em um envelope dos Correios que veio de Miami. O diretor do instituto, Andrés Ruiz, explicou que o que foi encontrado no envelope "tinha em princípio uma grande semelhança com o bacilo de antraz", mas análises posteriores determinaram que não se tratava daquela substância. Em 19 de outubro, o ministro da Saúde, Héctor Lombardo, confirmou em entrevista à imprensa a presença do bacilo de antraz em um envelope de uma empresa de turismo procedente dos EUA. A mulher que recebeu o envelope foi submetida a exames e descobriu que não havia sofrido contaminação de nenhum tipo.Ruiz assegurou que foram realizadas "mais de 60 provas bioquímicas, as quais nos mostram que aparece ´o irmão gêmeo´ do antraz, mas também é atípico, porque não corresponde a todos os parâmetros". Segundo Ruiz, o instituto pedirá autorização à Justiça argentina para enviar esse organismo ao centro de controle nos EUA. "Não tivemos antraz na Argentina e esperamos que não haja. É preciso manter a calma", concluiu Ruiz.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.