Laboratórios irlandeses fazem acordo com hemofílicos

Cinco laboratórios farmacêuticos multinacionais, entre eles o Armour, o Baxter Healthcare e a Bayer, concordaram em pôr fim a uma longa batalha legal para compensar 60 hemofílicos que foram infectados com o HIV e hepatite C por produtos derivados do sangue contaminados na década de 80. Detalhes do acordo não foram anunciados, mas acredita-se que a compensação será de mais de US$ 5,6 milhões, ou quase US$ 94 mil cada, segundo a rede de televisão irlandesa RTE. Um investigação do governo descobriu que 252 hemofílicos foram infectados com o HIV, hepatite C ou ambos; muitos não foram comunicados sobre a contaminação, senão anos mais tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.