Sergio Moraes/Reuters - 15/05/1992
Sergio Moraes/Reuters - 15/05/1992

Ladrão de trens Ronald Biggs diz ter sido roubado em asilo

Biggs alegou que R$ 270 sumiram de seu quarto na casa de repouso onde vive no Reino Unido

BBC Brasil, BBC

09 de dezembro de 2010 | 10h36

Ronald Biggs, um dos assaltantes do trem pagador inglês, diz ter sido roubado no asilo onde vive no norte de Londres. Biggs reclamou do sumiço de cerca de 100 libras (R$ 270) de um esconderijo em seu quarto.

Os funcionários da Casa de Repouso Carlton contactaram a polícia metropolitana que, segundo um porta-voz, vai investigar as suspeitas de roubo antes de registrar uma queixa formal.

O criminoso, de 81 anos, foi liberado da prisão por razões médicas em 2009 e vive no asilo desde então.

Michael, filho de Biggs, disse não ter sido informado sobre o incidente. Ele também disse que não sabia que o pai guardava dinheiro em seu quarto.

Ele afirmou que Ronald Biggs "se mantém firme", mas que está "muito doente" e pode morrer "a qualquer momento".

Michael Biggs disse ainda que o pai só consegue se comunicar escrevendo em uma lousa.

Ronald Biggs era membro de uma gangue que roubou 2,6 milhões de libras de um trem pagador inglês em 1963.

Ele foi condenado a 30 anos de prisão, mas fugiu após 15 meses.

Biggs ficou foragido por mais de 30 anos e morou na Espanha, na Austrália e no Brasil. Em 2001, ele retornou voluntariamente ao Reino Unido.

 

 BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
ronald biggsrouboasiloladraotrens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.