Patrick T. Fallon/AFP
Patrick T. Fallon/AFP

Ladrões invadem vagões de carga e roubos disparam em Los Angeles

A maioria das principais empresas de comércio online e de correio dos EUA é afetada por roubos que vêm aumentando há alguns meses

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2022 | 22h26

LOS ANGELES - Dezenas de vagões de carga são roubados todos os dias em Los Angeles, nos Estados Unidos, por ladrões que aproveitam suas paradas para saquear os pacotes que transportam, deixando milhares de caixas destruídas na via e produtos comprados na internet que nunca chegarão ao seu destino.

De acordo com as etiquetas encontradas nesta sexta-feira, 14, por uma equipe da agência France Presse em uma linha férrea perto do centro da cidade, facilmente acessível pelas ruas próximas, a maioria das principais empresas de comércio online e de correio dos Estados Unidos (Amazon, Target, UPS, Fedex etc.) é afetada por roubos que vêm aumentando há alguns meses.

Os ladrões aproveitam quando longos comboios de trens ficam imobilizados nos trilhos para subir nos contêineres, cujas fechaduras quebram facilmente com a ajuda de um alicate. Eles então pegam o maior número possível de pacotes, deixando para trás muitos produtos difíceis de revender ou baratos demais, como testes de covid-19, móveis e medicamentos.

Em novembro, a NBC4 mostrou milhares de caixas descartadas ao longo dos trilhos alinhadas com acampamentos de sem-teto a nordeste do centro da cidade, na área de Lincoln Park. Os trens que passavam carregavam contêineres com as portas abertas e os pacotes caindo.

Desde dezembro de 2020, o operador ferroviário Union Pacific (UP) registrou um aumento de 160% nos roubos no Condado de Los Angeles. "Só em outubro de 2021, o aumento alcançou 356% em relação a outubro de 2020", disse a companhia em carta às autoridades locais.

Essa explosão de saques é acompanhada por um ressurgimento de "assaltos e roubos à mão armada contra funcionários da Union Pacific", acrescenta o texto.

O fenômeno voltou a decolar com o pico de atividade ligado às compras de Natal. Segundo dados divulgados pela UP, mais de 90 contêineres foram vandalizados em média por dia no Condado de Los Angeles no último trimestre de 2021.

Para deter os crimes, a Union Pacific afirma que reforçou as medidas de vigilância, como drones e sistemas de detecção, e recrutou mais seguranças para proteger suas vias e comboios. Mais de 100 pessoas foram presas nos últimos três meses de 2021 por "vandalizar" trens da UP.

"Aumentamos o número de agentes especiais da Union Pacific em patrulha e utilizamos e exploramos tecnologias adicionais para nos ajudar a combater essa atividade criminosa. Também continuaremos a trabalhar com nossos parceiros policiais locais e líderes eleitos", informou a UP.

Luis Rosas, que ganha cerca de US$ 20 por hora trabalhando para uma empresa subcontratada pela Union Pacific para resgatar itens dos trilhos na área de Los Angeles, diz que já encontrou os ladrões despreocupados em ação.

Usando alicates, eles quebram as fechaduras dos contêineres e carregam vans ou caminhões com a mercadoria roubada. Rosas vem fazendo esse trabalho quase diariamente há cerca de seis meses e, embora lhe tenham dito para não se envolver em confrontos, ele ainda sente medo.

"Eles nem fogem mais. Eles fazem isso bem na nossa frente", disse ele à Associated Press nesta sexta-feira, vestindo um colete brilhante antes de ir trabalhar para pegar pneus de carro ao longo das pistas. "No começo eu fiquei chocado." /AFP e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.