Lagos, na Nigéria, tem segundo caso de Ebola

Lagos, maior cidade da Nigéria, registrou o segundo caso de Ebola nesta segunda-feira, em um médico que tratou o médico norte-americano infectado Patrick Sawyer, disse o ministro da Saúde da Nigéria, Onyebuchi Chukwu.

REUTERS

04 de agosto de 2014 | 12h22

Sawyer morreu em Lagos no mês passado após desembarcar de um avião vindo da Libéria.

O Ebola já matou 826 pessoas na África Ocidental desde o início do surto em fevereiro, a maioria na Guiné, Libéria e Serra Leoa.

"Até o momento, um dos médicos que trataram o falecido senhor Sawyer testou positivo para o vírus Ebola", disse Chukwu em uma coletiva de imprensa.

Das 70 pessoas que se encontravam sob monitoramento, oito foram colocadas "em quarentena em um pavilhão de isolamento fornecido pelo governo do Estado de Lagos", acrescentou o ministro.

O mais recente surto de Ebola começou em uma região remota de florestas no leste da Guiné em fevereiro.

A chegada de uma das doenças mais fatais do mundo à Nigéria, maior economia e país mais populoso da África, com 170 milhões de habitantes, tem causado pânico.

(Reportagem de Camillus Eboh)

Tudo o que sabemos sobre:
NIGERIAEBOLACASO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.