Lançamento norte-coreano gerará zonas de perigo no Japão

Icao informou oficialmente sobre 'sua intenção de proceder com o lançamento de um satélite'

Efe,

13 de março de 2009 | 01h58

A Organização de Aviação Civil Internacional (Icao) revelou nesta sexta-feira, 13, que o lançamento de um foguete norte-coreano criará duas "zonas perigosas" a leste e oeste do Japão e que a trajetória atravessará o arquipélago japonês.

 

link Coreia do Norte confirma lançamento de satélite para abril

linkJapão investiga planos da Coreia do Norte sobre satélite

linkPlano norte-coreano viola resolução da ONU, diz Seul

 

Pyongyang disse à Icao que o lançamento do foguete para pôr em órbita um satélite - que o Ocidente diz esconder o teste de um míssil intercontinental - criará uma zona de perigo no Mar do Japão, nas imediações do arquipélago, e outra no meio do Pacifico norte.

 

Em comunicado, a Icao diz que "uma zona perigosa é o espaço aéreo de dimensões definidas em que podem se desdobrar em determinados momentos atividades perigosas para o tráfego de aeronaves".

 

Na nota, a Icao afirma que a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) informou oficialmente sobre "sua intenção de proceder com o lançamento de um satélite".

 

A Icao, organismo da ONU encarregado da regulação do tráfego aéreo mundial, disse que a informação enviada por Pyongyang foi recebida na quarta-feira.

 

"Em um comunicado enviado à Icao em 11 de março, a RPDC indica que o lançamento acontecerá entre 4 e 8 de abril", diz a Icao no comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
Coréia do NorteJapãosatélite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.