Laudo toxicológico deve ser divulgado em agosto

O inquérito para apurar as causas da morte de Amy Winehouse foi adiado até outubro. A polícia descreveu a morte como sendo inexplicada, e a autópsia não determinou a causa da morte. Ainda assim, o imprensa britânica atribui o óbito a uma overdose. O Instituto Médico Legal analisa agora as amostras de exames toxicológicos, e os resultados devem sair em agosto. Assim como aconteceu após a morte de Michael Jackson, dois anos atrás, aumentaram as vendas dos discos de Amy. A Official Charts Company, que representa as gravadoras, disse ontem que as músicas de Amy devem dominar as paradas britânicas na semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.