'Le Monde' revela espionagens da NSA na França e Paris convoca embaixador

Com base em documentos de Snowden, jornal diz que 70 milhões de telefonemas foram gravados

O Estado de S. Paulo,

21 de outubro de 2013 | 04h44

A Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) espionou milhões de chamadas telefônicas feitas na França, informou nesta segunda-feira, 21, o jornal francês Le Monde, citando documentos fornecidos pelo ex-analista da NSA Edward Snowden. A denúncia fez com que a chancelaria francesa convocasse o embaixador americano em Paris para prestar esclarecimentos.

Entre 10 de dezembro de 2012 e 8 de janeiro de 2013 a agência monitorou 70,3 milhões de chamadas telefônicas, revelou o jornal. O Le Monde disse que a NSA automaticamente colheu informações de alguns números de telefones da França e gravou mensagens de texto dos aparelhos.

A publicação disse que há motivos para suspeitar que a NSA monitorou não apenas pessoas suspeitas de envolvimento em atividades terroristas, mas também altas personalidades do mundo da política e dos negócios. As autoridades norte-americanas se recusaram a comentar o assunto.

No fim de semana, a revista alemã Der Spiegel noticiou que os agentes dos EUA invadiram a conta de e-mail do ex-presidente mexicano Felipe Calderón. As autoridades mexicanas pediram por respostas dos EUA o quanto antes. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
euafrançaespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.