EFE/Etienne Laurent
EFE/Etienne Laurent

Le Pen é acusada de plagiar discurso de candidato conservador, mas assessores negam

Equipe de candidata ultranacionalista não se retratou; vice-líder do partido Frente Nacional disse que fala foi ‘um aceno’ a de François Fillon para ‘lançar um verdadeiro debate' sobre a identidade francesa

O Estado de S.Paulo

02 Maio 2017 | 10h42

PARIS - A candidata de extrema-direita à presidência da França, Marine Le Pen, foi criticada nas redes sociais nesta terça-feira, 2, por usar trechos de um discurso do ex-concorrente François Fillon, o que assessores qualificaram como "um aceno" aos eleitores do político conservador.

Embora o discurso tenha causado polêmica na internet em razão do suposto plágio, a ação parece ter sido uma tentativa de Le Pen de atrair os apoiadores de Fillon, que foi derrotado no primeiro turno da eleição, no dia 23 de abril, ao ficar em terceiro lugar com 20% dos votos.

Pesquisas mostram que Le Pen deve perder o segundo turno para o candidato centrista Emmanuel Macron por cerca de 20 pontos porcentuais na votação decisiva de domingo. Assim, ela precisa ampliar sua base para ter chance de vencer. Fillon incentivou seus apoiadores a votarem em Macron.

Em uma parte de seu discurso de 1.º de Maio, que durou cerca de 50 segundos, Le Pen falou sobre pessoas que aprendem francês na Argentina e na Polônia e sobre as listas de espera para estudar nas escolas oficiais de francês da Aliança Francesa no exterior, uma citação palavra por palavra de um discurso feito por Fillon em meados de abril.

Le Pen acrescentou ao comentário de Fillon que isso mostra que a França é mais do que uma potência militar e industrial, que "pode e deve" voltar a ser uma grande potência. O assunto se tornou o segundo mais comentado no Twitter na França com a hashtag #plagiat (plágio, em francês).

A equipe de Le Pen não se retratou. Florian Philippot, um vice-líder do partido Frente Nacional, disse que a legenda "admite completamente" o fato de que o discurso lembra um já feito por Fillon.

Philippot afirmou à Radio Classique que o discurso de Le Pen foi "um aceno" ao de Fillon para "lançar um verdadeiro debate" sobre a identidade francesa. O ex-candidato não comentou de imediato.

O incidente lembrou outro ocorrido durante a eleição presidencial americana de 2016, quando um redator de campanha do então candidato Donald Trump se desculpou por um discurso da mulher do empresário, Melania, o que também rendeu acusações de plágio. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.