Le Pen não forma bloco no Parlamento Europeu

O partido de extrema-direita francês Frente Nacional perdeu o prazo para formar um bloco no Parlamento Europeu, minando a sua capacidade de fazer ouvir as suas opiniões entre os legisladores do continente.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2014 | 15h21

A líder do partido, Marine Le Pen, havia expressado anteriormente confiança em sua habilidade para formar um bloco, que deve conter ao menos 25 parlamentares de sete países, o que garante mais tempo de palavra no Parlamento e recursos para financiar campanhas.

O partido atribuiu o fracasso em sua recusa em se aliar com aqueles que não compartilham de seus valores, em uma referência às agremiações como Jobbik, um grupo de políticos húngaros de extrema-direita. "Isso seria ótimo no curto prazo, mas é uma escolha moral e política de longo prazo", diz o comunicado do Frente Nacional.

O partido eurocético britânico UKIP, que se recusou a se aliar com Le Pen, anunciou na semana passada que havia formado um bloco no Parlamento Europeu. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Europaextrema-direita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.