Lee defende projetos conjuntos entre Coréia do Sul e Rússia

Lee manifestou sua intenção de ir à Rússia logo após assumir a Presidência, dia 25 de fevereiro

EFE

21 de dezembro de 2007 | 05h18

O presidente eleito da Coréia do Sul, Lee Myung-bak, propôs à Rússia o desenvolvimento conjunto dos recursos naturais, com trabalhadores norte-coreanos, informou a agência de notícias sul-coreana "Yonhap". "Acho que será bom para os dois países desenvolver conjuntamente o leste da Sibéria, já que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, está muito interessado na região", disse Lee num encontro com o embaixador russo em Seul, Gleb Ivashentsov. Lee manifestou sua intenção de ir à Rússia logo após assumir a Presidência, dia 25 de fevereiro. Ele sugeriu ainda o aproveitamento de mão-de-obra norte-coreana no projeto econômico. O presidente eleito sul-coreano acrescentou que pretende cooperar com a Rússia em outros projetos econômicos. O diplomata russo entregou a Lee uma carta de Putin e expressou o desejo russo de que as relações entre os dois países se intensifiquem durante o mandato de cinco anos do novo presidente. Lee, que já conversou por telefone cm o presidente americano, George W. Bush, se reuniu hoje com um enviado do Governo chinês, Ning Fukui, para discutir a desnuclearização da Coréia do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
Coréia do SulRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.