André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Legislação brasileira já atende à situação de refugiados sírios, diz chanceler

Para Aloysio Nunes, lei do País é das mais generosas com relação ao tratamento de refugiados

Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2017 | 16h35

BRASÍLIA - O Brasil tem uma meta de receber 3 mil refugiados vítimas dos conflitos na Síria ainda este ano, informou neste sábado, 11, o Ministério das Relações Exteriores. “A situação dos refugiados sírios está prevista na legislação brasileira", disse o ministro Aloysio Nunes Ferreira.

Segundo ele, a lei do País é das mais generosas com relação ao tratamento de refugiados, porque reconhece essa condição não só em indivíduos perseguidos individualmente, mas também às pessoas atingidas por perseguições maciças e violações de direitos humanos.

A lei foi aprovada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e esse tratamento aos refugiados foi incluída no texto por emenda apresentada à época por Aloysio Nunes.

Desde o início do programa de acolhimento, cerca de 3 mil refugiados já chegaram ao País.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasilAloysio Nunes FerreiraRefugiado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.