Legisladores acusam vice-presidente do Irã de corrupção

Legisladores conservadores iranianos acusam o vice-presidente do país, Mohammad Reza Rahimi, de corrupção financeira e pedem sua prisão. A discussão em torno do vice de Mahmoud Ahmadinejad marca as mais recentes tensões entre o presidente e os conservadores, que geralmente são aliados no Parlamento. Rahimi nega ter praticado qualquer delito.

AE-AP, Agência Estado

07 de abril de 2010 | 15h02

Funcionários judiciais disseram recentemente que detiveram várias pessoas envolvidas em um caso de corrupção, mas não ligaram o acontecimento ao vice-presidente. O legislador conservador Elias Naderan chamou Rahimi de "líder do círculo corrupto", e Ali Motahari, outro legislador, disse que o Judiciário deveria processar o vice-presidente, segundo uma reportagem publicada hoje no site de notícias Alef.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.