Legisladores romenos reduzem imposto 'por engano'

O Parlamento da Romênia aprovou por unanimidade, na noite de ontem, um corte para 5% no imposto sobre a venda de produtos da cesta básica, medida tomada "por engano", segundo o partido governista. Nosso "voto, na noite de ontem, foi um erro", admitiu Mircea Toader, líder do partido Liberal Democrata (PLD), durante conversa com jornalistas, explicando que os legisladores do partido ficaram confusos por causa dos mais de 80 projetos colocados em votação.

AE, Agência Estado

20 de outubro de 2010 | 16h23

O próprio ministro das Finanças, Gheorghe Ialomitianu, votou a favor do corte do imposto, apesar de a proposta ser contrária à posição de seu partido sobre a questão, informou a agência de notícias Mediafax. O projeto aprovado pela Câmara Baixa foi apresentado por partidos de oposição e propõe cortar os impostos dos atuais 24% para 5% para produtos como carne, pão, leite e açúcar.

Mas o corte é contrário a um acordo assinado pelo governo de centro-direita com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para conter o crescente déficit público e que elevou a alíquota de 19% para 24%. "Vamos resolver esse engano ao apresentar um projeto cancelando a aprovação de ontem", disse Toader. Uma missão do FMI chegou a Bucareste hoje para avaliar o impacto do pacote de austeridade implementado pelo governo por causa da crise econômica. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
reduçãoimpostoRomêniaengano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.