Lei dá a homens e mulheres direitos iguais na sucessão

A Grã-Bretanha e os 15 países da Comunidade Britânica que têm a rainha Elizabeth II como chefe de Estado mudaram as regras de sucessão em 2011, dando direitos iguais a homens e mulheres na ordem para assumir o trono. Isso coloca o filho de William e Kate em terceiro na hierarquia, independentemente do gênero. A lei antiga, de 1689, estabelecia a primogenitura masculina - que dá aos irmãos mais novos o direito de se tornarem monarcas antes de suas irmãs mais velhas. A coroa só podia ser passada à filha mais velha quando não havia filhos homens, como no caso do rei George VI, pai da rainha Elizabeth. A Suécia foi a primeira monarquia a declarar direitos iguais para homens e mulheres, em 1980. Noruega, Holanda, Bélgica, Dinamarca, Luxemburgo e Japão seguiram o mesmo caminho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.