REUTERS/Stephen Lam
REUTERS/Stephen Lam

Lei permitirá cães em metrô de Madri

Os animais de estimação poderão usar o transporte somente no último vagão e fora do horário de rush

O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2016 | 18h14

 MADRI - Os donos dos cachorros que vivem em Madri têm um motivo para comemorar: a partir desta quarta-feira, a capital espanhola permite o acesso destes animais à rede de metrô, na qual poderão viajar sem custo adicional juntamente com seus proprietários.

Os cachorros podem usar o transporte, com seus donos, sempre que estejam no último vagão do trem, usando coleira com um extensão inferior a 50 centímetros, focinheira, estejam corretamente identificados através de um microchip e respeitem a limitação horária estabelecida.

Além disso, cada viajante só transportar um cachorro e em nenhum caso será possível utilizar as escadas rolantes das estações de metrô.

O acesso não é válido na hora do rush, quando há a maior afluência de viajantes, embora durante os fins de semana, feriados e nos meses de julho e agosto o acesso será livre.

Em caso de descumprimento dos requisitos, estão previstas multas de até 200 euros (cerca de R$ 800).

Além disso, o metrô de Madri iniciou uma campanha informativa para explicar as condições de acesso dos animais à rede de transporte ferroviário.

Até agora, os animais domésticos não poderiam entrar no metrô da capital espanhola, com exceção dos cães-guia.

Madri se equipara agora, desta maneira, a cidades como Berlim, Lisboa, Bruxelas, Londres e Barcelona, que neste último caso permite o acesso de cachorros desde 2014. /  EFE

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
LisboaBruxelasLondresBarcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.