Lekima deixa 59 mortos e 14 desaparecidos no Vietnã

Deslizamentos revelaram bombas que não foram detonadas na guerra com os EUA

Efe,

08 de outubro de 2007 | 04h42

As piores inundações em várias décadas originadas pelo tufão Lekima em algumas partes do Vietnã causaram pelo menos 59 mortes. Outras 14 pessoas continuam desaparecidas, informaram nesta segunda-feira, 8, fontes oficiais. Povoados inteiros continuam sob as águas no norte e centro do país, onde ficaram inutilizadas represas e outros sistemas de contenção. As equipes de resgate levam comida aos moradores isolados nos telhados de suas casas, segundo fontes das administrações provinciais. Nas províncias de Thanh Hoa (norte) e Nghe An (centro), as enchentes foram as mais fortes em 20 anos. A força das águas destruiu 42 pontes levadiças e 600 mil metros cúbicos de lama cobriram a província de Son La, afirmou Cam Tan, do birô de gestão de catástrofes. O chefe do Departamento Central de Inundações e Tempestades, Nguyen The Luong, pediu ao Ministério de Construção que desobstrua estradas e levante pontes temporárias para poder criar acesso aos distritos montanhosos mais remotos, que ficaram totalmente isolados. Em algumas zonas, os deslizamentos de terra revelaram bombas que não foram detonadas da época da guerra com os Estados Unidos, nos anos 60 e 70. A imprensa local assegurou que seis artefatos, de 44 quilos, foram encontrados nos últimos três dias na província de Son La. Na quarta-feira, o Lekima foi rebaixado à categoria de sistema de baixa pressão tropical. Suas chuvas torrenciais arrasaram 57.700 casas e destruíram mais de 120 mil hectares de cultivos. Os Governos locais estimam que o impacto econômico dos danos materiais ronde os US$ 41 milhões. Sete pessoas morreram quando a tempestade chegou no começo da semana à região litorânea. Há quase duas semanas semana, o Lekima matou 12 pessoas em sua passagem pelas Filipinas.

Tudo o que sabemos sobre:
VietnãLekima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.