AP Photo/APTN
AP Photo/APTN

Leopardo invade colégio na Índia e deixa três feridos

Nos últimos anos, ocorreram no país vários ataques de leopardos e tigres em razão da progressiva destruição dos habitats desses animais e da urbanização de espaços antes naturais

O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2016 | 10h56

NOVA DÉLHI - Três pessoas ficaram feridas durante a captura de um leopardo que permaneceu por quase 14 horas em uma escola da cidade de Bangalore (sul da Índia) até ser rendido, informou uma fonte oficial nesta segunda-feira, 8, à agência EFE.

Equipes do Departamento Florestal regional e da Polícia se deslocaram ao local depois que o felino foi avistado ontem por volta das 6h (22h30, de sábado em Brasília), disse o chefe de Fauna do escritório de Conservação Florestal do Estado de Karnataka, Ravi Ralph.

Durante a operação, o leopardo conseguiu entrar em uma sala de aula e em um banheiro e feriu três pessoas, entre elas um funcionário do Departamento Florestal e supostamente um jornalista que foi ao colégio, acrescentou a fonte.

As autoridades conseguiram capturar o animal por volta das 20h (12h30, em Brasília), cerca de 14 horas após ter sido avistado, e o levaram para um parque nacional da região. Após passar por exames, o animal está bem, de acordo com o chefe de Fauna, ao apontar que ainda não foi decidido o que será feito com o leopardo.

Nos últimos anos, ocorreram no país vários ataques de leopardos e tigres contra pessoas em razão da progressiva destruição dos habitats desses animais e da urbanização de espaços antes naturais.

Apesar de não existir um censo atualizado de leopardos na Índia, estima-se que haja cerca de 50 mil exemplares, segundo dados da Fundação para a Vida Selvagem na Índia (WTI). / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
ÍndialeopardoBangalorevida selvagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.