Leopoldo López publica vídeo em que contesta sentença de prisão

Defesa do líder opositor deve apresentar recurso contra condenação nesta sexta-feira; ele foi considerado culpado por incentivar a violência nos protestos de fevereiro de 2014 que deixaram 43 mortos

O Estado de S. Paulo

15 Outubro 2015 | 15h25

O líder opositor preso na Venezuela, Leopoldo López, divulgou um vídeo em sua conta no Twitter com trechos da sentença proferida contra ele no mês passado. A conta é gerenciada por sua mulher, Lilian Tintori. 

 

López foi sentenciado a 13 anos e 9 meses de prisão, que serão cumpridos na penitenciária militar de Ramo Verde, onde está detido desde que se entregou, há 19 meses. Ele foi considerado culpado por incentivar a violência nos protestos de fevereiro de 2014 que deixaram 43 mortos. 

No vídeo, López contesta as acusações citadas na sentença, apresentando também capas de jornais com declarações de líderes de condenação à decisão. 

     

Na terça-feira, a equipe de advogados de López anunciou que apresentará amanhã uma apelação contra a condenação. Para o advogado-chefe da equipe, Juan Carlos Gutiérrez, a sentença contém vícios que demonstram motivação política por trás da condenação. 

Nesse dia, a conta no Twitter de López publicou a sentença na íntegra, com as 282 páginas, que pode ser lida aqui.  

Mais conteúdo sobre:
Leopoldo López Venezuela Ramo Verde

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.