EFE/Fernando Bizerra Jr
EFE/Fernando Bizerra Jr

'Leopoldo López só mudou de prisão'

Deputado aliado de Leopoldo López no Voluntad Popular afirma que líder opositor libertado no sábado ainda continua como um preso político

Entrevista com

Luis Florido

Cláudia Müller, O Estado de S.Paulo

11 Julho 2017 | 05h00

1.Houve algum tipo de negociação por parte da oposição para que Nicolás Maduro soltasse Leopoldo López?

O governo liberou Leopoldo no momento em que teve vontade. E ele não é um homem livre, só mudou de prisão. Claro que em melhores condições, mas segue preso. Ele não pode sair, tem uma tornozeleira na perna e continua sendo um preso político. 

2. O senhor acredita que isso foi uma estratégia de Maduro para reduzir a pressão das ruas e ter sucesso na Constituinte?

Só Maduro pode dizer qual foi sua expectativa ao tomar essa decisão, mas manteremos a mesma luta. Realizamos bloqueios de rua e faremos um referendo.

3. Quem fará a segurança de López agora?

O responsável por sua segurança é o governo, é Nicolás Maduro. Leopoldo está em casa, mas ele não pode sair, segue preso. Fora da casa dele há proteção, feita pela polícia, e ele também tem sua própria segurança em casa, em razão de sua importância como líder.

4. Qual é o estado de saúde de López?

Depois de 3 anos e 5 meses em uma prisão injusta, ilegal e inconstitucional, onde recebeu todo tipo de repressão, maus-tratos psicológicos e de alimentação, ele saiu como um homem forte, sem nenhum tipo de intenção de vingança. Esse foi um passo muito importante para sua liberdade definitiva e para a Venezuela. Ele está em boas condições físicas e psicológicas. 

Mais conteúdo sobre:
Venezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.