Líbano barra condenação na ONU a ataques contra Israel

O Líbano barrou no início da noite desta sexta-feira uma condenação do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) à série de ataques de ontem contra Israel.

Agência Estado

19 de agosto de 2011 | 20h02

Os Estados Unidos circularam um rascunho de condenação presidencial segundo o qual o CS da ONU condenaria os ataques de homens armados que entraram no Estado judeu pela fronteira com o Egito e mataram oito pessoas.

Depois de uma reunião a portas fechadas ocorrida nesta sexta-feira, fontes diplomáticas disseram que o Líbano se recusou a endossar a condenação presidencial, instrumento que precisa do apoio consensual de todos os 15 membros do CS da ONU.

A embaixadora norte-americana na ONU, Rosemary DiCarlo, assegurou a jornalistas que o rascunho adotava "linguagem padrão para casos de ataques terroristas".

Segundo as fontes diplomáticas, a delegação libanesa exigia que também fossem condenadas as ações militares retaliatórias praticadas por Israel contra a Faixa de Gaza, nas quais pelo menos 12 palestinos morreram. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUIsraelpalestinosLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.