Líbano: dezenas ficam feridos em segundo dia de protestos em Beirute

Confrontos entre manifestantes e a polícia de choque do Líbano deixaram ao menos 74 feridos, de acordo com as autoridades. Este foi o segundo dia consecutivo de violência nas ruas de Beirute. Ontem, cerca de 100 pessoas ficaram feridas.

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2015 | 19h08

Os conflitos derivaram da percepção de que o sistema político do Líbano é corrupto e disfuncional. Ontem, o primeiro-ministro Tammam Salam sinalizou que poderia deixar o cargo.

O porta-voz da Cruz Vermelha no Líbano, George Kattaneh, disse à rede de TV Al-Manar que 44 pessoas foram internadas e 200 receberam cuidados nas ruas. A polícia informou que 30 policiais foram feridos, sendo um em estado grave.

Os protestos começaram pacificamente, como uma demonstração de descontentamento pela falta de recolhimento de lixo, que se acumulava pelas ruas. Mas rapidamente ganharam proporções maiores, se transformando em uma revolta contra a corrupção. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
LÍBANOMANIFESTAÇÕES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.