Lorenzo Tugnoli for The Washington Post
Lorenzo Tugnoli for The Washington Post

Líbano emite ordens de prisão contra 25 suspeitos por explosão em Beirute

Incidente matou 188 pessoas, feriu mais de 6.500 e devastou bairros inteiros da capital 

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2020 | 16h43

BEIRUTE - As autoridades libanesas emitiram ordens de prisão para 25 acusados pela grande explosão no porto de Beirute, informou uma fonte judicial à Agência France Press quatro semanas após a tragédia. 

Até agora, as autoridades judiciais emitiram mandados de prisão para 21 suspeitos ligados à explosão de 4 de agosto, que matou pelo menos 188 pessoas, feriu mais de 6.500 e devastou bairros inteiros da capital libanesa. 

Nesta terça-feira, 1, o juiz instrução responsável pela investigação, Fadi Sawan, emitiu mandados de prisão para quatro novos suspeitos após o interrogatório, segundo uma fonte judicial. 

Segundo a fonte, seriam o chefe dos serviços de inteligência militar do porto, um oficial de segurança do estado e dois membros da segurança geral. 

A explosão, que abalou a capital libanesa, havia sido explicada pelas autoridades como causada pelo armazenamento por seis anos sem as devidas medidas de segurança de uma enorme quantidade de nitrato de amônio em um armazém no porto de Beirute. 

No entanto, as circunstâncias exatas da explosão ainda não são conhecidas. 

Segundo fontes de segurança, determinados trabalhos de soldadura realizados no armazém provocaram um incêndio que, por sua vez, provocou a explosão. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Beirute [Líbano]Líbano [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.