Líbano pede ajuda dos EUA para suspensão do bloqueio israelense

O primeiro-ministro do Líbano, Fuad Saniora, pediu nesta quarta-feira ao governo dos Estados Unidos que ajude a encerrar os bloqueios aéreo e marítimo impostos por Israel e assegurou que seu país está se esforçando ao máximo para garantir a segurança na fronteira."Os Estados Unidos podem nos ajudar exercendo pressão verdadeira sobre Israel para que esse cerco seja suspenso", afirmou Saniora a jornalistas.O governo libanês considera o bloqueio uma violação do cessar-fogo imposto por uma resolução do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e pediu a intervenção da comunidade internacional.De acordo com o jornal libanês An-Nahar, Saniora conversou com a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, e com o presidente do Egito, Hosni Mubarak, em busca de apoio ao fim do bloqueio.Israel isolou o Líbano por terra, ar e mar logo no início de seu conflito de 34 dias com o grupo guerrilheiro pró-iraniano Hezbollah. O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, tem dito que seu país manterá o cerco até que uma força internacional de paz seja posicionada na fronteira entre os dois países, o que pode demorar semanas ou meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.