Líbano vai apresentar queixa contra Israel à ONU

Após desmantelar uma rede vinculada supostamente ao serviço secreto israelense (Mossad), o governo libanês decidiu apresentar à ONU uma queixa contra Israel. Beirute acusa o Mossad pelo assassinato do chefe da Jihad Islâmica Palestina em Sidon, Mahmoud Majzub (Abu Hamza).Em 13 de junho, o Exército libanês anunciou a detenção de vários supostos terroristas libaneses. Aparentemente, eles confessaram ter participado, sob as ordens do Mossad, do assassinato dos irmãos Mahmoud e Nidal Majzub, membros da Jihad islâmica palestina.O ministro da Informação libanês, Ghazi Aridi, citado pela imprensa local, disse que o chanceler Fauzi Salud foi encarregado de preparar um relatório "coerente, sólido e documentado, condenando a Israel e apontando suas intenções hostis e suas agressões permanentes".Soberania"O maior inimigo do Líbano é Israel, que mantém suas agressões e atentados contra a segurança, estabilidade e soberania do país e, além disso, não se retirou do território nacional", acrescentou Aridi. Mazjub, de 40 anos, e seu irmão Nidal, de 36, morreram quando uma bomba ativada por controle remoto explodiu num carro em que eles estavam entrando.O ministro da Defesa, Elias Murr, explicou, também, que as primeiras investigações não descartam que a bomba tenha sido "ativada por um avião israelense, que recebia imagens de uma câmara instalada numa caminhonete". Ainda segundo a imprensa libanesa, o juiz de instrução militar, Adnan Bolbol, ordenou a detenção do chefe da rede supostamente vinculada ao Mossad, Mahmoud Rafaa, e de outro membro da célula Hussein Khatab, acusados de assassinato, espionagem e terrorismo. JihadLingüisticamente, a palavra árabe jihad significa "esforço" ou "empenho", e se aplica a todo esforço ou empenho aplicados na execução de qualquer ação. Através dos tempos, a palavra foi desenvolvendo alguns significados especiais.No ocidente, jihad geralmente é traduzido como "guerra santa", um uso popularizado pela mídia.Talvez isto se deva ao fato de o termo "guerra santa" ter sido usado primeiramente pelos cristãos para se referirem às Cruzadas. No entanto, as palavras árabes para o termo "guerra" são "harb" ou "qital", que são encontradas no Alcorão e no Hadith.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.