Líbano vive aparente calma após começo do cessar-fogo

Uma hora depois do início da trégua entre Israel e a milícia xiita Hezbollah, uma aparente calma reina em Beirute e no restante do país árabe, onde não há notícias de bombardeios ou conflitos, informa a imprensa local e outras fontes consultadas pela Efe.No entanto, na última madrugada houve enfrentamentos até pouco antes da entrada em vigor do cessar-fogo, solicitado pelas Nações Unidas e aceito por ambas as partes.A resolução 1.701 do Conselho de Segurança da ONU, aprovada por unanimidade na sexta-feira, propiciou uma suspensão provisória das hostilidades, enquanto é aguardado o posicionamento na fronteira sul do Líbano de uma força multinacional e dos próprios militares libaneses.Apesar da aparente calma, a população libanesa continua inquieta, esperando a constatação da consistência do acordo. Até o momento, centenas de milhares de libaneses continuam deslocados e refugiados em casas de familiares, alojamentos provisórios e até mesmo em parques e jardins públicos.Imagens exibidas pelas emissoras de TV locais mostravam o amanhecer na cidade de Tiro, onde não era constatada nenhuma atividade bélica.Ao sul da fronteira entre os dois países, o Comando da Retaguarda do Exército israelense, encarregada de assistir à população em situações de guerra, pediu aos moradores que permanecessem nos refúgios mesmo depois da entrada em vigor do cessar-fogo.Minutos antes do início do cessar-fogo entre Israel e o Hezbollah, as sirenes antiaéreas soaram nas cidades de Haifa, Safed, Nahariya, Kiryat Shmona e em localidades da Galiléia ocidental.No entanto, não foi informado nenhum ataque do Hezbollah à região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.