REUTERS/Alexandre Meneghini
REUTERS/Alexandre Meneghini

Liberação de viagens marítimas para cubanos entra em vigor

Medida foi anunciada na semana passada no jornal oficial Granma e permitirá que cidadãos da ilha comunista entrem ou saiam do país como passageiros ou tripulantes de barcos e navios

O Estado de S. Paulo

26 Abril 2016 | 15h50

HAVANA - O governo de Cuba suspendeu nesta terça-feira, 26, parte das restrições de suas normas de migração, permitindo que cubanos façam viagens por via marítima com origem ou destino na ilha comunista. 

A medida, anunciada pelo diário oficial Granma na semana passada, foi tomada depois do acordo com a empresa americana de cruzeiros Carnival, que deve iniciar no dia 1º de maio as viagens de cruzeiro entre os EUA e Cuba.

Segundo a Carnival, o navio Adonia partirá em 1º de maio de Miami com 704 passageiros na que será a primeira viagem de cruzeiros entre os EUA e Cuba em mais de 50 anos.

Pela mesma iniciativa, Havana também informou que serão autorizada as entradas e saídas de cidadãos cubanos no país quando forem passageiros ou tripulantes de embarcações usadas para fins recreativos, como iates.

Cuba aceitou liberar as viagens marítimas como parte do processo de normalização de suas relações diplomáticas com os EUA, iniciada em dezembro de 2014, que alcançou seu ponto máximo até o momento com a visita história do presidente americano à ilha, em março.

Mais conteúdo sobre:
Cuba Miami Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.