Liberal renuncia na Inglaterra por suposta relação gay

O porta-voz do Partido Liberal-Democrata britânico Mark Oaten renunciou hoje ao cargo por uma suposta relação homossexual intensamente divulgada nos meios de comunicação locais.Oaten, de 41 anos, que é casado tem dois filhos, fez um pronunciamento no qual pedia desculpas pelo constrangimento que isso poderia supor para sua família, seus amigos e seu partido.O jornal News of the World deve publicar amanhã uma denúncia envolvendo o dirigente, que manteria uma relação homossexual em troca de dinheiro.Na última quinta-feira, Oaten, um dos dirigentes mais promissores do partido, anunciou que renunciava também a sua candidatura à liderança dos liberais-democratas britânicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.