Libéria vai receber medicamento experimental para tratar dois médicos com Ebola

Ministério da Saúde da Libéria pediu a aprovação rápida da exportação do medicamento às autoridades norte-americanas

Daniel Flynn, Reuters

12 de agosto de 2014 | 07h37

A Libéria vai receber um medicamento experimental para Ebola suficiente para tratar dois médicos do país infectados com o Ebola, disse o Ministro da Informação, Lewis Brown, depois que os Estados Unidos aprovaram a exportação do remédio.

Brown disse que o Ministério da Saúde da Libéria entrou em contato com o laboratório norte-americano Mapp Biopharmaceutical, fabricante do ZMapp, e pediu às autoridades norte-americanas a aprovação rápida da exportação do medicamento.

Os médicos consentiram em receber o tratamento experimental, disse o ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBERIAEBOLAREMEDIOSEXPERIMENTAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.